Coaching

Pessoas, o seu maior patrimônio

pessoas

Vou falar de um tema, que muito executivo tem dificuldade em exercer, mesmo sendo donos do seu próprio negócio, mas esquecem que o seu maior patrimônio é as pessoas, muitas vezes condenando o futuro do seu negócio, pelo simples fato de não saber lidar com elas, e o mesmo digo quando não se tem um líder que saiba trabalhar com mudanças.

Um negócio exige fluidez, exige que os líderes abraçam a mudança e assumam riscos. Simplificando, se você não está pronto para liderar uma equipe que precise lidar com a mudança, então você não está pronto para liderar e ponto final.

Mark-Zuckerberg-Facebook pessoas

Mark Zuckerberg disse uma vez, “Em um mundo que está mudando muito rapidamente, a única estratégia que seja garantida a falhar não é correr riscos“, e ele estava certo. Liderança não é um esforço estático.

Gestores de sucesso não só reconhecem a necessidade de desenvolvimento de negócios, mas também estão dispostos e são capazes de navegar através de sua equipe para novas mudanças.

A perspectiva de mudança pode ser assustadora. Mas se corretamente controlada, o processo se torna muito mais fácil.

Na crise que o nosso país está passando, somos obrigados a fazer mudanças quase que diariamente para redução de custos, melhoras produtivas e assim por diante, além de que sociedade está em um ritmo acelerado, a diferença entre o sucesso e o fracasso pode estar na capacidade de uma empresa se adaptar.

Deixar de crescer, e não se ajustar a novas formas de pensar, e sua empresa irá estagnar e morrer.

Mudança no mundo dos negócios não é uma opção, um pré-requisito para o sucesso. E a mudança de liderança é essencial para o desenvolvimento.

pessoas

Aqui está um roteiro para uma transição que traz resultados:

  1. Criar um plano.

Todo negócio exige mudanças, a fim de sobreviver. Se uma empresa não inovar e reagir às novas exigências do mercado, ela entrará em colapso.

Mas certifique-se de não fazer mudanças apenas para o bem dela. Antes de embarcar em uma jornada de transformação a certeza de ter um plano de negócios sólido. Identificar as áreas do negócio que precisam ser atualizados e colocar um plano em prática para a sua execução.

  1. Compreender o objetivo final.

É fundamental entender o objetivo final e os objetivos antes de começar. Pergunte: Onde está a empresa de hoje e onde ele precisa chegar?

Um líder deve ter a confiança e capacidade de mudar de rumo, porém, se outro caminho parece mais claro e faz mais sentido. Ouça os empregados, ser ousado o suficiente para ajustar a direção da empresa em que está indo em uma direção e dispensar com orgulho se outra rota faz mais sentido para os negócios. O caminho para a mudança e inovação não pode ser engessada.

  1. Comunique-se claramente.

A comunicação é o rei quando se trata de mudança corporativa. A partir do dia 1 é fundamental ter todos os membros da equipe para estar junto com a liderança.

Certifique-se de manter todos totalmente ao par dos projetos e garantir que os funcionários entendam o objetivo final.

Manter as linhas de comunicação abertas e envolver os funcionários no processo de mudança, é mais provável que suas equipes irão estar juntos.

Dê-lhes a oportunidade de compartilhar ideias, preocupações, comentários e sugestões durante todo o período da mudança.

Mudança corporativa deve ser emocionante, gratificante e vale a pena a experiência, com uma comunicação eficaz.

  1. Identificar os principais sabotadores.

As pessoas reagem de maneira diferente a uma transformação no local de trabalho e dever do líder é identificar os defensores da mudança, bem como potenciais sabotadores.

Obter pessoas chaves desde o início e ter o tempo para caminhar com eles através das mudanças previstas.

Esses membros da equipe são susceptíveis de ser instrumentos quando novos processos sejam postos em prática e pode incentivar os menos positivos a participar e ajudar a sustentar o moral do resto de seus.

  1. Delegue tarefas.

Mas um líder individual não pode implementar a mudança sozinho. Delegar tarefas a indivíduos em todo o time e atribuir prazos firmes para a conclusão.

Certifique-se de acompanhar com cada indivíduo e fornecer apoio, quando necessário.

Ao atravessar este período de mudança, estar na mão para responder a perguntas, fornece orientações e oferece apoio. Dando às pessoas responsabilidades.

  1. Defina objetivos realistas.

O líder não deve definir-se a si mesmo (ou ela mesma) e do departamento para o fracasso. Durante um período de mudança que é razoável esperar que os membros da equipe para colocar tempo e esforço extra, mas estabeleça metas realistas.

Se as expectativas são muito altas, não só de qualidade estar comprometida, mas também os prazos não sejam cumpridos, a moral vai despencar e as pessoas vão se tornar alienado. O resultado? Uma força de trabalho desanimado, infeliz e se debatendo.

Talvez seja hora de colocar alguém de fora para ajudar a conduzir, nesse caso um Coach para auxiliar sua liderança é o melhor profissional e o resultado é rápido.

  1. Mantenha as pessoas responsáveis.

Mantenha os funcionários responsáveis pela implementação de mudanças. Para fazer isso, equipá-los com as ferramentas adequadas, talento, recursos, responsabilidade e autoridade necessária para terminar a corrida.

Lembre-se que é necessário uma boa gestão, nada adianta sair dando tiro para todos os lados, a ansiedade é o maior veneno, onde entra o auxílio de um Coach, ele pode auxiliar como atingir as metas e a traçar os caminhos necessários para você e sua equipe alcançar o sucesso das mudanças.

Quer se tornar um profissional de sucesso?

Entre em contato: contato@joaoricardocoach.com.br ou se preferir, deixe seu comentário abaixo.

 Já baixou meu e-book? Como Se Tornar Um Líder de Sucesso!

Mude para melhor! Quero lhe ajudar! Siga-me nas redes sociais:

 joaoricardocoach |  joaoricardocoach

Um forte abraço e sempre em frente!

João Ricardo Zimmermann
Coach & Consultor para Líderes e Organizações
Pessoas Melhores, Negócios Prósperos!
www.joaoricardocoach.com.br

João Ricardo Leader Coach
João Ricardo é Leader Coach, formado pelo IBC (Instituto Brasileiro de Coaching), Executive Coach pela SBCoaching, Consultor DISC e Diretor Industrial, com mais de 20 anos de experiência em liderança de equipes, gestão de conflitos, planejamento estratégico e lean manufacturing. Atualmente lidera mais de 300 pessoas e sua missão é potencializar pessoas e preparar organizações para o exercício de uma liderança diferenciada.
Você também pode ler
Coaching Executivo
façacoach
Estudar pra que? Porque sim.

Deixe Seu Comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site